Pokémon Rpg Online
Bem vindo ao Pokemon Rpg online!
Se você ja é um jogador faça login.
Se é visitante e quer começar a jogar, registre-se!
Mas se quer ver o forúm primeiro para decidir se entra ou não aperte
"Não exibir mais".
Ah,vote em nós no top Brasil,é de graça!!!

Ass:Rafa Kimura'

Pokémon Adventures - Son

Ir em baixo

Pokémon Adventures - Son

Mensagem por Son' em 23rd Junho 2014, 19:00

Aqui terá inicio minha nova jornada




Por Athena
Spoiler:
avatar
Son'

Poke Regras :
Masculino Número de Mensagens : 1273
Localização : Johto
Data de inscrição : 19/10/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pokémon Adventures - Son

Mensagem por Njoy' em 23rd Junho 2014, 19:22

Pois bem, comece.
avatar
Njoy'
Treinador Pokémon
Treinador Pokémon

Poke Regras :
Masculino Número de Mensagens : 5541
Humor : I'm very crazy
Data de inscrição : 01/05/2012

Ficha de Personagem
Insignias Conquistadas :
1/1  (1/1)
Fitas Conquistadas:
1/1  (1/1)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pokémon Adventures - Son

Mensagem por Son' em 23rd Junho 2014, 21:19

 


Capítulo 1 – Estilo Gelo (captura de Cubchoo)

             





~História~


Estava eu no centro Pokémon de Violet descansando após tantas coisas que ocorreram nesse meio tempo. Eu estava disposto a mudar, me reciclar e para tal feito decidi me dirigir até o computador do Centro e enviar meus Pokémon ao Prof. Elm, exceto Aggron e Prinplup. Após feito isso sai daquele local e me dirigi a uma loja de vestuário recém inaugurada e comprei roupas novas, joguei o cachecol por cima do ombro esquerdo e me dirigi a um lago onde a de frente para o mesmo se encontrava um senhor de cabelos brancos que aparentava estar pescando.

Me sentava em uma pedra que ficava próxima a que aquele homem estavas sentado, o mesmo não esboçava reação e se mantinha sereno no seu ato. De repente o homem puxou a vara com enorme rapidez, a vara sequer havia alarmado nada, mas o pescado misterioso ao puxar a ponta do anzol para fora, havia conseguido pegar um Magikarp.

-Nossa! Como o senhor sabia que ele iria morder bem agora?

Eu me espantava com aquilo, ele deveria ser um grande mestre das artes márcias ou algo do tipo para tal feito.

-Hum...

O homem parecia não ligar para mim e num outro instante devolvia a carpa vermelha para o seu habitat.

-O quê? Mas, qual a razão de pesca-lo de logo você devolveu-o para o lago?

-Eu faço isso apenas para passar o tempo

Respondia o senhor, ao esconder o rosto com a gola da camisa de mangas longas.

Eu ficava impressionado com aquela situação.

“Ele aparenta ser bastante hábil, será que na batalha também o é?”

Pensava, eu.

Eu estava querendo testar minha habilidade, foi quando vi algumas Pokébolas na bolsa do senhor de cabelos brancos e logo o desafiei.

-Vejo que você possuí Pokébolas, isso prova que você possuí Pokémon, poderia me dar a honra de ter uma batalha com o senhor?

Aquele homem soltava um pequeno sorriso e após pegar uma de suas Pokébola se levantou e aceito o desafio.

-Bem, faz tempo que não recebo um desafio. Vamos ver como você se sai.

Ele parecia bastante confiante, mas eu não temeria aquela luta, lançava meu amigo Prinplup a campo e daria o meu melhor.

-Vamos lá. Saia, Prinplup!

Meu Pokémon water saia de seu receptáculo e se fazia presente na batalha.

-Prinplup... Então vai ser você, Cubchoo!

O homem escolhia um tipo ice, era um pequeno Pokémon branco, um pequeno urso polar.

-Muito bem, quero que me mostre o que sabe.

Exclama em tom de superioridade, o dono do ursinho.

-Prometo me esforçar.

Dizia eu, respeitando o adversário.

~Hora da Batalha~

-Pode fazer as honras.

Dizia o homem de camisa de branca e de mangas compridas ao cruzar os braços. Ele parecia estar me testando.

-Tudo bem. Prinplup, inicie com brine!

Gritava em alto e bom tom.

-Cubchoo, blizzard.

Dizia calmo.

Prinplup abria bem o seu bico para fazer jorrar uma torrente poderosa de água, mas o pequeno de gelo não se intimidava com o poder de meu Pokémon e iniciava um lançar de vento gélido, era uma pequena nevasca que atingia a água. Os dois golpes colidiam, o vento gelado congelava a água e se formava uma pedra de gelo que caia no meio do campo e lá ficava.

-Que ingênuo, atacando dessa forma.

Sorria, ao me olhar, aquela misterioso treinador cujo rosto ainda não via direito.

-Agora é nossa vez. Hail.

Falava  curto e grosso. As coisas ficariam frias, eram invocadas nuvens negras que encobriam os raios solares, mas não era chuva comum que viria, mas sim uma chuva de granizo. Pedras de gelo atingiam o campo, ice Pokémon estariam a salvo do dano, porém meu Pokémon era um water, visto isso não havia outra alternativa.

-Prinplup, ele não é o único “senhor do tempo” aqui. Use rain dance.

Prinplup desviava dos granizos enquanto protagonizava um dança ancestral, a mesma possuía  poder de trazer a chuva. Dito e feito, as nuvens pararam de “cuspir” gelo e depois de algumas reações ocorridas em seu interior iniciou-se chuva, chuva de água. A estratégia havia dado certo e eu conseguia acabar com a do adversário.

-Hum... Pensou rápido, gostei.

Agora o treinador sorria novamente, mas agora parecia estar mais feliz.

-Vamos seguir no comando agora Prinplup. Corra ao redor dele e quando vir uma brecha mire o seu metal claw na cabeça dele.

Prinplup seguia meu plano e começava a correr ao redor de Cubchoo.

-Não vai me vencer tão facilmente.

-Cubchoo, use ice Wind no chão.

Cubchoo mirava um sopro gelado no chão ao seu redor, Prinplup que estava correndo acaba escorregando no fino espelho de gelo que se formará e então tombava, errando totalmente o golpe e dano de bico na terra.

Aquela luta estava ficando problemática para mim. A chuva seguia e com ela o tempo resfriava-se.

-Vamos mostrar uma coisa, Cubchoo. Use ice Wind + slash.

Um combo era formado, o Pokémon saiu soprando um ar congelante que criava uma fina camada de gelo sobre o solo ao congelar a água acumulada pela chuva e seguia deslizando sobre essa surperfície em alta velocidade, visando ao final atingir meu Pokémon.

-Vamos, use hydro pump e o empurre para longe.

Antes que a combinação desse certo o seu criador foi atingido por um hydro pump que estava com poder aumentado graças ao efeito do rain dance. O alvo foi atingido e mandado para trás alguns metros.

-Nada mal.

Comentava aquele senhor.

Siga com rock tomb!

Algumas pedras caiam por cima do adversário, o causando dano, além de deixa-lo mais lento.

-Interessante... Use blizzard.

Vamos acabar com isso. Termine com tudo em um metal claw!

O Pokémon já bastante machucado tentava um último suspiro na batalha, ensaiava um blizzard, porém Prinplup como estava mais rápido corria pelo campo até chegar nas costa de Cubchoo e desferia um metal claw certeiro bem na cabeça do pequenino que ia de cara no chão, onde permanecia bastante ferido.

~Encerramento~

-Nada mal, nada mal mesmo.

O treinador do Cubchoo de repente parava a luta, pegava o Pokémon ferido nos braços, lhe curava dos ferimentos com seus itens e por fim o retornava para a Pokébola.

-Hum? Não quer mais lutar?

Dizia eu, sem entender bem o que se passava.

-Só passar o tempo, e testar sua força. Notei uma coisa em você, quando olhou para Cubchoo antes da luta começar você ficou com um brilho nos olhos, isso me lembra a sensação que tenho pelos ice-type.

O senhor se dirigia até mim.

-No começo da luta você parecia não saber o que estava fazendo, mas no fim conseguiu virar o jogo. Então acho que você merece isso.

Ele me entregava a Pokébola de Cubchoo.

-Mas, por que está me dando ele?

-Ele ficará melhor com você e, também sinto que Cubchoo quer o mesmo.

Eu aceitava o presente e agradecia, enquanto aquela “figura” saia do local e de repente desaparecia na névoa que se formará com a chuva. Eu seguia então para o centro Pokémon, pois já estava quase anoitecendo e eu precisava de um local para “recarregar as baterias”.

-Bem, seja bem-vindo ao time, Cubchoo.

Olhava para aquela Pokébola enquanto sorria muito feliz pelo novo amigo.


Última edição por Son' em 25th Junho 2014, 12:00, editado 2 vez(es)
avatar
Son'

Poke Regras :
Masculino Número de Mensagens : 1273
Localização : Johto
Data de inscrição : 19/10/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pokémon Adventures - Son

Mensagem por Njoy' em 23rd Junho 2014, 21:47

Avaliação:
Boa.
avatar
Njoy'
Treinador Pokémon
Treinador Pokémon

Poke Regras :
Masculino Número de Mensagens : 5541
Humor : I'm very crazy
Data de inscrição : 01/05/2012

Ficha de Personagem
Insignias Conquistadas :
1/1  (1/1)
Fitas Conquistadas:
1/1  (1/1)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pokémon Adventures - Son

Mensagem por Son' em 24th Junho 2014, 19:03

Pokémon Adventures - Son


Capítulo 2 – Coração de Gelo (captura de Snorunt fêmea)





~História~


Após conseguir um Cubchoo com um habilidoso treinador em Violet, eu estava muito animado, então logo após o primeiro raio de sol cruzar  a janela do quarto onde eu dormia, tratei logo de me levantar e ir dar uma volta afim de  visitar as “Ruins of Alph”.

Andava uma certa distância, até um pouco depois da saída de Violet, onde encontrava a entrada para aquele local.

-Acho que vou dar uma explorada nas ruínas

Falava eu, a frente da entrada do parque arqueológico.

Ao entrar no local algo parecia muito estranho, neve por toda a parte. Nada comum para a época, estávamos no verão, então o que poderia ter causado aquilo? Seguia pelo chão de gelo ao colocar minhas mãos nos bolsos do casaco, andava em meio a várias construções que serviam como centros de pesquisa para cientistas.

-Cuidado!

De repente um homem barbudo e de óculos pulava e me empurrava, e dessa forma me derrubava na neve. Logo em seguida um gélido vento passava por cima de nós.

-Ei, mas afinal, o que está havendo aqui?

Perguntava eu. Já sem entender mais nada.

-Rápido! Não posso explicar agora, vamos antes fugir daqui.

Olhava para trás enquanto corria, quando aos montes surgiam sombras de algumas coisas (não se podia ver bem, diante da nevasca que se instalava após aquilo). Seriam Pokémon, feras mitológicas? Não queria saber, puxava do bolso do casaco uma Pokébola, mas quando a iria lançar aquele homem me puxava pelo braço em direção a uma casa e lá ficávamos escondidos. Eu não estava entendendo nada do que se passava ali. Comecei então a pedir explicações.

-Meu senhor, mas que cargas d’água eram aquelas coisas? Elas são as responsáveis por todo esse clima de inverno? O que está acontecendo aqui? a final.

O homem me olhava com uma cara assustada enquanto falava.

-Aquilo não são nenhumas bestas mitológicas, são Pokémon selvagens, mas ainda não conseguimos descobrir de que espécie são.

-Pokémon? Mas qual a razão de Pokémon atacarem sem motivo? Ou eles tem algum motivo?

Indagava enquanto cruzava os braços.

-Talvez, eles apenas sejam maus, não há outra explicação.

Falava em tom baixo, aquele homem.

-Isso é mentira, Pokémon não são maus. Eu acreditei nisso a minha vida toda, crio Pokémon a muito tempo e sei que não existe maldade alguma no coração deles.

Depois daquilo eu tinha que fazer algo, teria de descobrir o que havia acontecido com aqueles Pokémon, tinha que ajuda-los.

-Eu vou atrás deles, vou ajuda-los. Ainda não sei como, mas vou ajuda-los.

-Bem, eu vou com você. Seria muito perigoso ficar sozinho aqui.

Abria a porta, apertava meu cachecol e seguia com aquele senhor atrás de mim.

-Bem, presumo que você seja um dos cientista que trabalha aqui, estou certo?

-Sim, está.

-Então você pode me explicar como tudo isso começou, não é?

-Não sei ao certo como e por que esses Pokémon chegaram até aqui, só sei que foi a poucos dias. De nevascas apareciam e junto deles esses Pokémon selvagens que atacavam a todos, destruíam equipamentos e tudo mais. Eu fui o único a não conseguir escapar.

-O único?

-Sim, na verdade eu cheguei a 3 dias. Eu estava de folga, quando voltei achei estranho todo esse clima de inverno assim como você, mas quando percebi a situação, já me via tendo de me esconder do perigo.

-Entendo... Parece que estamos nessa juntos, mas não se preocupe, vamos sair dessa.

Andávamos algum tempo em meio a névoa, de repente víamos uma sombra se esgueirando para o interior de uma caverna. A névoa cessava e percebi que não se tratava de uma caverna, mas sim de uma edificação antiga, não estava surpreso, estava em nas ruínas de Alph.

Adentrávamos o local, o mesmo era bastante escuro, sorte que o cientista conseguiu acender uma tocha encontrada por ele e seguimos com aquela única e preciosa fonte de  iluminação. Nos corredores da edificação haviam estátuas de Pokémon antigos, eu apertava novamente meu cachecol pois sentia que estava me aproximando de algo. Depois de andarmos um bocado encontrávamos uma sala, a mesma estava completamente congelada, um clima de Sibéria se fazia ali.

-Parece que encontramos o lar dos tais Pokémon.

Dizia eu, já puxando a Pokébola de Prinplup.

De repente faziam-se presente novamente aquelas sombras, uma nevasca novamente se fazia presente, eu não pretendia mais fugir e lancei meu Pokémon.

-Go! Prinplup.

O pinguin se punha na arena de batalha e ficava em posição de combate. As sombras então vinham para frente entrando no caminho da luz que entrava no local por meio de um buraco no teto, aqueles seres misteriosos eram um bando de Snorunt.

-O quê? Será que...

O cientista parecia surpreso ao ver aqueles Pokémon.

-Hã? O que houve, senhor?

Eu não entendia a reação dele. Não dava muita bola, pois tinha que me preocupar com aquela luta.

~Hora da Batalha~


O bando de Snorunt faziam todos dois de seus dentes crescerem um pouco, era um ice fang. Corriam ao mesmo tempo na direção de Prinplup com o intuito de dar um K.O no primeiro instante.

-Prinplup, use blizzard, e expanda-a!

Prinplup então pegava fôlego e disparava contra a horda de Snorunt uma nevasca poderosa que ganhava força devido ao local, os adversário eram atingidos mas algo parecia errado. Após alguns dos Pokémon serem atingidos os mesmos sumiram feito magia, na verdade não era nada disso se travavam apenas de clones feitos a partir de um double team.

-É aquela mesma Snorunt!

Dizia o barbudo senhor que me acompanhava.

-Como assim? Você conhece essa Snorunt?

Eu não entendia mais aquela situação.

-Bem, vou lhe contar o que houve: Antes de eu sair para a minha folga apareceu um treinador por aqui. Ele tinha uma Snorunt e tratava a sua Pokémon muito mal, acabando a abandonando por aqui. Eu e minha equipe então começamos a cuidar dela, mas um dia ao ver outros treinadores vindo aqui e ver a relação de amizade que eles possuíam com seu parceiro Pokémon, ela acabou se lembrando de seu antigo treinador e com isso fugiu. Desde então nunca mais tivemos notícias dela, quer dizer, até agora.

Explicava para mim, o homem com um olhar triste.

-Bem, agora entendo qual o motivo desse comportamento, a pobre Snorunt está com o coração ferido.

A pequena Pokémon ice pressionava seus dentes com força e olhava para nós com um olhar triste, ela carregava muita mágoa por parte dos humanos. Snorunt começava a chorar, enquanto invocava um hail, aquelas pedras de gelo caíam no mesmo instante em que a pequenina ativa sua habilidade ice body. Aquele granizo afetava meu Prinplup, mas aquelas lágrima de Snorunt a feriam mais do que qualquer golpe.

-Snorunt... Imagino que você tenha sofrido bastante e entendo que esteja magoada...

-Mas nem todos os humanos são iguais, há pessoas que realmente se importam com os Pokémon e com eles estabelecem uma relação de amizade.

Eu dizia aquilo já bastante emocionado enquanto Prinplup virava o rosto e olhava para mim.

-Prinplup, por favor, me ajude a acabar com o sofrimento dela.

-Use drill peck.

Prinplu então corria em direção a pobre Pokémon que chorava enquanto o bicudo desviava dos blocos de gelo que conseguia e por fim punha seu bico a girar em grande velocidade e desferir um golpe certeiro que lançava a adversária a alguns metros de distância.

-Prinplup, siga com bubble!

Meu parceiro iniciava um metralhar de bolhas que iam causando danos a Pokémon ice.

-Snorunt!

A pequena chorava.

-Snorunt...

-Snorunt...

-Sonorunt!

Dizia eu, já sem aguentar mais o sofrimento da Pokémon. Não podia mais suportar aquilo, corri em direção aos Pokémon e me meti no meio do ataque de Prinplup, em seguida pegava Snorunt nos braços.

~Encerramento~


-Aí!

Aquilo havia doido bastante.

-Não se preocupe Snorunt, você não precisa mais sofre (choro)

Me emocionava, enquanto a Pokémon olhava para mim espantada.

-Sno!

-O quê?! Esse cara entrou no meio do golpe.

Se impressionava com minha atitude, aquele pesquisador.

De repente eu sentia algo quente no meu peito, era uma energia que ele emanava, uma energia de coloração azul. Snorunt parecia se acalmar com aquela energia, e então sorria.

-Não se preocupe Snorunt, nada de mau acontecerá mais com você.

Dizia enquanto abraçava forte, a Pokémon.

-Snorunt!

Snorunt saltava de meus braços e parecia querer me dizer alguma coisa.

-O que foi? Ah, (riso) você quer vir comigo, Snorunt?

A mesma começava a pular de alegria e a acenar com a cabeça em sinal de confirmação.

-Muito bem, seja bem-vinda ao time.

Falava enquanto tocava com delicadeza a Pokébola na cabeça de Snorunt. O cientista então sorria e vinha até mim me cumprimentar e agradecer por tudo. Retornava Prinplup para a Pokébola e me encaminhava de volta a Violet City.
avatar
Son'

Poke Regras :
Masculino Número de Mensagens : 1273
Localização : Johto
Data de inscrição : 19/10/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pokémon Adventures - Son

Mensagem por Njoy' em 24th Junho 2014, 19:26

Avaliação:

Coitada da Snorunt T-T
avatar
Njoy'
Treinador Pokémon
Treinador Pokémon

Poke Regras :
Masculino Número de Mensagens : 5541
Humor : I'm very crazy
Data de inscrição : 01/05/2012

Ficha de Personagem
Insignias Conquistadas :
1/1  (1/1)
Fitas Conquistadas:
1/1  (1/1)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pokémon Adventures - Son

Mensagem por Son' em 10th Agosto 2014, 21:34

Pokémon Adventures – Son

Capítulo 3 – Combate em New Bark (Captura de Squirtle (M) + Treino de Beartic)


-História-


Me encontrava agora no meu Day Care, lá estava junto de alguns outros Pokémon meus que  antes no laboratório do Prof. Elm se encontravam. Mas que agora eu havia trazido para me ajudar.
—Flw! Freeza, Altaria, Heracross e Scizor. —Dizia para meus Pokémon enquanto me despedia dos mesmos para rumar a Goldenrold.
Pegava o caminho e subia uma trilha onde encontrava um policial com um pequeno Growlithe que me cumprimentava. De repente o telefone tocava em meu Pokégear, era o Prof.Elm, o especialista Pokémon me avisava que haviam chegado ao campo do seu laboratório vários Pokémon water-type e que não entendera bem ainda a razão da migração dos mesmos. Ele queria que eu o ajudasse, pois eles estavam criando confusão com os outros Pokémon.

—Muito bem, Professor. Já vou indo. —Dizia enquanto assobiava para minha Altaria que pairava sobre o Day Care.

Altaria chegava e pousava em meu antebraço esquerdo, logo ordenava um “Fly” e a Pokémon azul me levava até “New Bark”. Chegando à minha cidade natal podia ouvir um alto barulho, ele advinha do laboratório Pokémon. Abria a porta e então via vários Totodiles amontoados no meio da sala.

—O que tantos Totodiles estão fazendo aqui? —Questionava.

Ouvia um barulho vindo daquele emaranhado, aos poucos o monte se agitava, os Totodiles eram então jogados para os lados mas caindo em pé e continuando gargalhando. O que causara aquilo havia sido o fato dos Pequenos Pokémon iniciais gostarem muito do Prof. Elm, o mesmo era quem estava por de baixo dos azuis Pokémon.

—Ai, viu por que te chamei, Son?! —Exclamava o homem.

—He, he! —Sorria enquanto tocava a nuca com a mão direita.

—Vamos, venha comigo para ver a situação lá fora. —Falava com um ar exausto, Elm.

Seguíamos até os fundos do laboratório onde se encontrava a área onde Elm deixava as criaturas dos jovens saídos de Johto. Um grande campo se fazia a vista, mal entrará no recinto e meu Onix chegava “correndo” em alta velocidade pra me ver, o gigante arrastava consigo uma grande nuvem de poeira.

—Vish! —Dizia ao ver aquela cena.

—É... Melhor corrermos...! —Completava, Elm.

Não pensávamos muito, apenas corríamos mais rápido do que um Rapidash fugindo de um Surf. Ao corrermos víamos um Marshtomp utilizando um Mud Shot  num Elekid que desviava e depois corria pra cima do aquático com um Thunder Punch. Do outro lado um Yvisaur despejava várias pétalas com seu “Petal Dance” em direção a um Tentacruel que se escondia na água do lago.

—Professor... Agora entendo por que me chamou. —Dizia quase sem fôlego de tanto correr.

—Eu não disse?! —Resmungava, Elm.

Onix já estava nos alcançando quando encontrávamos um outro lago e pulávamos no espelho d’água. Onix tentava frear mas acabava caindo junto. Então eu lançava Prinplup e Zaine (Froakie) para ambos tirarem Elm e eu do caminho. O grande espécime caia na água, lançando para fora do recinto de água uma enorme quantidade da dita cuja, porém o mesmo não permaneceu por muito tempo. No momento em que sua couraça rochosa “beijava” o líquido,  a grande serpente de pedra saltava para fora com uma expressão de espanto.

—He, he, Onix, como vai meu amigo? —Ria enquanto cumprimentava Onix.

Meu parceiro rochoso usava o Rock Polish e em movimentos ligeiros conseguia se secar. Elm e eu logo saíamos da água e meus Pokémon eram retornados a seus respectivos receptáculos. O que se via ali era uma guerra dos Pokémon Water-Type contra os outros que não compartilhavam do mesmo tipo: Golducks disputavam com alguns Pidgeots e Spearows, Corsolas tentavam espantar Ninetales etc.

De repente sentia uma presença estranha, como se algo estivesse atrás de mim. Quando me virei para olhar lá estava um Gyarados já preparando um Hyper Beam, o mesmo jazia no fundo do lago onde havíamos pulado. Meu Onix então se punha a frente de Elm e eu, utilizando de seu Protect. Uma grande explosão se fazia do choque do raio da fera marinha contra a barreira esverdeada da fera da terra. Gyarados tornava a atacar, agora era um Hydro Pump. O Pokémon disparava do fundo de sua garganta uma torrente poderosa de água que produzia um forte som. Onix já havia usado seu Protec a pouco tempo, então teria de apelar para outro Pokémon.

—Droga, vou escolher...  —Dizia enquanto selecionava a Pokébola no meu cinto.

Eu não era rápido o suficiente, o golpe já estava bastante próximo, seria esse o fim? Não, pois como do nada Altaria vinha do alto num rasante com seu Dragon Rush. A Pokémon se colocava na “linha de fogo” de Gyarados com uma espécie de aura de energia dragon que então era capaz de fazer a água se espalhar para os lados e, assim, nos proteger.

Altaria encarava Gyarados que retribuía com um olhar feroz, porém os olhos do mesmo não pareciam normais.  Os olhos do Pokémon apresentavam algo, uma espécie de símbolo, porém não podia distinguir bem o que era à distância. De todo o modo o perigo estava à vista, precisava fazer algo. Olhava para Altaria e ordenava um movimento, mas antes pedia ao Prof. Elm para que o mesmo retornasse Onix a Pokébola. Altaria então iniciava uma canção de ninar com seu “Sing”, o golpe fazia com que Gyarados caísse num sono pesado.

—Muito bem, Altaria. —Dizia ao fazer um sinal de positivo com o polegar direito, à minha Altaria.

Após sofrer o efeito do “Sing”, Gyarados caía com o corpo para frente, deixando o mesmo fora da água. Essa era a oportunidade perfeita para examiná-lo. Prof. Elm então abria o olhos do gigante e via um símbolo estranho, era um “R” com um corte no meio.  A priori veio a minha mente “Equipe Rocket”, porém havia um corte no “R” e aquilo complicou ainda mais as coisas. De todo modo o Prof. Elm utilizou uma Ultraball e capturou o Gyarados. Logo após isso avistávamos um bando de Pokémon Water-Type, tendo como líder um Feraligatr, indo de encontro com um grupo de Pokémon já residentes do local. Onde um Venusaur se punha a frente.

—Prof. Elm, parece que haverá um confronto, na verdade acho que se iniciará uma guerra agora. Por favor, leve Gyarados e Onix daqui e deixe tudo comigo. —Dizia ao homem que acenava positivamente com a cabeça e então saia.

Me dirigia ao centro do tumulto e quando finalmente passava em meio a todos aqueles Pokémon e conseguia ver a luta, me deparava com Feraligatr com a pata dianteira em cima da prisão de gelo onde Venusaur se encontrava congelado. Ao olhar para os olhos do Pokémon, via a mesma marca que constava nas pupilas de Gyarados, com certeza alguém estava por trás da invasão desses Pokémon a propriedade. Sai do meio dos Pokémon que viviam no laboratório e me apresentei a Feraligatr e os outros.

—Feraligatr, eu me chamo Son Felipe, eu sou criador Pokémon e posso ver que você não está bem. Há algo de errado em seu olhos, por favor, deixe-me ajuda-lo. —Dizia ao estender os braços e olhar diretamente para Feraligatr.

Feraligatr parecia não me ouvir e então se virava, eu pensava que ele iria embora, porém quando menos esperava a cauda do Pokémon vinha em minha direção com anéis de água ao redor da mesma. Não tive reação alguma, apenas fechei os olhos e coloquei o braços cruzados a minha frente numa tentativa desesperada de me defender. De repente eu ouvia o barulho do golpe atingindo algo, porém eu não sentia nada, o golpe havia batido em uma outra coisa... Após abrir os olhos eu me deparava com meu Beartic à minha frente, utilizando um “Protect” para me defender do “Aqua Tail” de Feraligatr.  

—Beartic?! —Dizia surpreso.

O grande urso polar havia “saltado” de sua Pokébola por vontade própria. A fera peluda mantinha os braços cruzados ao mesmo momento em que sorria ao encarar o grande adversário aquático. Depois do susto eu me recompunha, passava a mão direita da nuca até a testa, fazendo meus cabelos serem um pouco assanhados. Mudava a expressão e me concentrava na batalha que ali se iniciaria.
                             

-Hora da batalha-


—Beartic, inicie com Ice Shard! —Gritava ao apontar para frente com o dedo indicador direito.

Beartic juntava nas mãos uma grande massa de gelo, a mesma tomava forma em uma esfera que logo era lançada a Feraligatr. O golpe atingia o adversário bem no estômago e o fazia recuar alguns metros. Porém o adversário nessa batalha não era nem um pouco fraco e logo revidava com um Water Gun. O grande crocodilo armazenava água em sua garganta e num disparar certeiro atingia o queixo do ser ártico que inclinava a cabeça para trás num movimento forçado.

—Beartic, você tá bem? —Indagava preocupado.

Meu parceiro de luta passava a pata esquerda na boca e sorria novamente, ele parecia estar gostando da luta. Os Pokémon que se localizavam atrás de mim estavam impressionados com a “frieza” de Beartic.

—Feraligatr, não precisamos fazer isso. —Falava em tom baixo, mas sério.

No outro extremo, o azul não parecia ligar para as minhas palavras e aparentava preparar uma investida. Seu dentes cresciam alguns centímetros e o mesmo corria na nossa direção, eu me preparava já dando o comando a meu Pokémon.

—Isso parece ser um Bite, cuidado. Rápido, use Fury Swipes! —Exclamava ao mover o braço direito para o lado.

A “dança” começava, Feraligatr estava pronto para fincar suas grandes presas na pele de Beartic. Porém quando o golpe iria se concretizar, eis que o grande urso descia com sua poderosa pata sobre a cabeça do inimigo e lhe punha a “beijar” o chão. Após o grande lagarto azul cair ao solo, os golpes seguiam, Beartic disferia vários golpes com suas afiadas garras e dessa forma maltratava o oponente. Feraligatr ainda resistia e quando menos se esperava dele, o mesmo atingia as pernas do urso polar e fazia o mesmo cair por conta de seu “Scratch”.

Os Pokémon Water de repente começavam a se agitar e uma aura negra era exalada por seu corpos. Os Pokémon que estavam atrás de mim então se espantavam com aquilo e começavam a recuar. Eu observava a situação, porém ainda tinha que dar um jeito naquela batalha.

—Vamos, use Growl! —Falava após respirar profundamente.

Beartic utilizava o status e após isso os arranhões inimigos já não doíam mais como antes. O Pokémon ice utilizava agora suas fortes patas para apertar a cauda do oponente e eu aproveitava para dar um comando.

—Isso, agora use Strenght! —Dizia em alto e bom tom.

Os músculos de repente saltavam em Beartic que conseguia arremessar um oponente de grande tamanho, bem longe. Logo após isso, Feraligatr e os outros Pokémon que com ele estavam, começaram a sofrer uma espécie de mutação: Os Pokémon se tornavam brancos e com os olhos negros, e os mesmo acabavam por dobrar de tamanho.

—Mas... O que é isso?! —Dizia espantado.

Os Pokémon então se fundiam todos a Feraligatr ,que por conta disso aumentava ainda mais seu poder. Porém um dos mesmos ainda permanecia ali... Um Squirtle de repente voltava ao normal e recobrava a consciência. Aquele pequeno Pokémon aquático se punha a frente do mutante branco e tentava impedi-lo, gesticulava de todas as formas possíveis, mas o gigante nada pensava a não ser destruir a Beartic e eu.

O Feraligatr mutante batia com sua pata esquerda na pequena tartaruga, que era jogada para o lado. Vendo aquilo eu corria ao encontro do pequenino atingido. Pegava Squirtle no colo, mas nesse momento vinha o titã branco com sua pata poderosa em um “Super Power”. Beartic novamente chegava em meu encalço, a grande fera do gelo apelava para seu “Strenght” para ,então, conseguir segurar a pata do inimigo. O meu amigo gelado conseguia salvar Squirtle e a mim, porém o poder do monstro branco era enorme e logo os fortes braços de Beartic cediam e o Pokémon era jogado para longe.

—Que droga, nem mesmo Beartic conseguiu pará-lo. —Dizia com um olhar desesperado.

O “Super Pokémon” preparava um Hydro Pump e nós estávamos na mira do golpe, não tive tempo de fazer nada, apenas esperar aquilo me virando e projetando meu corpo por cima do de Squirtle para tentar salvá-lo. Meu corpo tremia todo, o suor descia por minha testa e percorria vagarosamente toda a extensão da face até chegar ao queixo e, de lá desbabar em toneladas de nervosismo num segundo quase eterno. Após algum tempo nada sentia e novamente ouvia um barulho... De repente ouvia uma voz familiar.

—Que isso, Son. Com medo de um bichinho desses? —Dizia aquela voz, em tom irônico.

Quando me virei via a cena de um treinador com as mãos nos bolsos enquanto um Mega-Lucario segurava o braço do Feraligatr branco ,ao mesmo tempo uma brisa soprava e fazia as longas tranças afro do poderoso Pokémon, balançarem. Na verdade aquele que me salvará era um velho amigo: Njoy, o líder do clã Orebound. Agora abria um grande sorriso e ria.

—Ha, ha. Você é um exibido. —Falava ao meu amigo.

Njoy agora ordenava um Aura Sphere a Luck (Lucario). O Pokémon guerreiro apertava a mão esquerda do adversário com a sua direita, ao instante em que utilizava a sua mão livre para armazenar energia numa esfera de cor azulada e intenso brilho.

—Muito bem, agora empurre. —Dizia calmo, o garoto.

Mega-Lucario empurrava a fera com a força de seu braço direito ao mesmo tempo em que lançava a esfera de energia no estômago do mesmo. O monstro albino era lançado longe e logo após isso uma explosão se fazia pela colisão do Aura Sphere contra o corpo do ser. Beartic se localizava bem no caminho do “voo” do inimigo, e o grande Pokémon já olhava para mim só na expectativa de um comando.

—Muito bem, Joy. Agora acho que é a minha deixa. —Dizia ao erguer lentamente os dois dedos da mão direito, juntos e esticados, apontando para frente.

—Sword Dance e logo em seguida, Super Power! —Exclamava.

Meu companheiro de batalha aumentava seu poder com o uso do status e depois fazia todos os músculos de seu corpo aumentarem de proporção. No momento do segundo movimento uma aura azulada era emanada. Após alguns metros viajando no ar, finalmente o alvo se aproximava e Beartic estava preparado para o acontecimento. O punho do Pokémon Ice que liberava uma aura azul, atingia as costas do adversário, o último se contorcia todo por conta da dor tremenda a qual fora submetido. Beartic soltava um grito de fúria enquanto o corpo do inimigo deitava ao chão, de bruços. Após isso o Pokémon transformado parecia desmaiar e Njoy então se aproximava de mim enquanto eu recolhia Beartic.

-Desfecho-

—Joy, mas afinal, o que você tá fazendo aqui? —Questionava.

—Bem, Son... A verdade é que estou trabalhando para descobrir o que está causando essa mutação nos Pokémon. —Falava, o garoto.

—Como assim?! Quer dizer que não é a primeira vez que vê isso? —Ficava espantando com a revelação de Njoy.

—Sim, na verdade alguns Pokémon assim atacaram o castelo do clã. Os membros e eu conseguimos vencê-los, e eu já enviei um treinador para uma investigação em Olivine. —Explanava, Njoy.

—Olivine? Entendo. —Falava em tom baixo ao tocar o queixo com o dedo polegar e o indicador, da mão direita.

Njoy assobiava e do alto vinha um majestoso Charizard, o mestre Pokémon subia nas costas do lagarto voador enquanto se despedia. Ele se fora tão rápido, sem sequer explicar-me toda a situação com detalhes. Logo Prof. Elm chegava no local e via aquilo.

—Mas o que é isso? —Dizia o cientista ao ajeitar os óculos com a mão esquerda.

Explicava o que havia ocorrido e então combinávamos em sedar o gigante e, com a ajuda de Machamps, levar o grandalhão para um abrigo. Squirtle começava a chorar e corria atrás  da fusão de Pokémon, eu corria atrás do pequeno e lhe dizia que faria de tudo para a ajudar os seus amigos a voltarem ao normal. Squirtle pulava em meus braços e tornava a chorar, agora mais intensamente.

A tartaruguinha, após um tempo em lágrimas, saltava para trás e apontava o dedo para si mesmo. Ele parecia dizer que também queria ajudar os seus amigos, eu disse que se o mesmo quisesse se juntar a minha nessa missão, ele poderia. Squirtle pegava uma pedra pontiaguda que se encontrava próxima a ele e fazia no seu braço esquerdo um corte, aquele carinha tinha coragem e determinação. Aquilo viraria uma cicatriz para lembrar a ele mesmo da promessa que ele fez, e também para se lembrar de nunca mais deixar um amigo sofrer. Pegava uma Pokébola e caminhava até o bravo Pokémon, tocava-lhe a testa com delicadeza e logo tinha mais um amigo para me ajudar nessa aventura.

—Muito bem, Squirtle. Seja bem-vindo ao nosso time. Por sua demonstração de bravura lhe apelidarei de: Brave. —Dizia ao Pokémon.

Olhava para a Pokébola do meu mais novo amigo Pokémon e sorria, porém ao voltar o olhar para a situação dos Machamps carregando aquele Feraligatr, logo me cobria de uma aura mais séria. Ao me lembrar das palavras de Njoy via que minha próxima parada seria Olivine.
Continua...
avatar
Son'

Poke Regras :
Masculino Número de Mensagens : 1273
Localização : Johto
Data de inscrição : 19/10/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pokémon Adventures - Son

Mensagem por Njoy' em 11th Agosto 2014, 17:52

Avaliação:

Captura - Ótima
Treino - 4 Estrelas

Gostei muito, foi bem detalhado e com começo, meio e fim. Poderia ter sido melhor na batalha, mas foi bom.
avatar
Njoy'
Treinador Pokémon
Treinador Pokémon

Poke Regras :
Masculino Número de Mensagens : 5541
Humor : I'm very crazy
Data de inscrição : 01/05/2012

Ficha de Personagem
Insignias Conquistadas :
1/1  (1/1)
Fitas Conquistadas:
1/1  (1/1)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pokémon Adventures - Son

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum